Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Vagas em 2 projetos de Inovação Tecnológica com bolsa

Publicado: Quinta, 09 de Maio de 2019, 19h10 | Última atualização em Sexta, 10 de Maio de 2019, 21h34

Em parceria com um professor da USP, está sendo pleiteado para os alunos do IFSP, 2 bolsas de inovação tecnológica (nos mesmos moldes de uma iniciação científica) de R$ 400,00 por mês, durante 12 meses. As duas bolsas estão relacionadas com o desenvolvimento de uma plataforma educacional EAD offline. Os títulos são "Plataforma didática para aplicações offline I: Banco de dados" e "Plataforma didática para aplicações offline  II: Arquitetura e funcionalidades".

 

Caso tenha interesse, por favor, coloque no título da mensagem o seu nome completo e enviar histórico escolar juntamente com o link do seu currículo Lattes* para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. **

* estudantes que ainda não possuem, devem realizar seu cadastro no site http://lattes.cnpq.br/

** qualquer dúvida deverá também ser encaminhada para este e-mail.

 

Segue abaixo um resumo de cada projeto: 

 

1) Apesar da sua ampla disseminação, ainda existem regiões remotas do Brasil que não disponham de infraestrutura suficiente que permita acessar à internet com uma velocidade minimamente aceitável para oferecer serviços de ensino à distância a essas populações. Neste sentido, pretende-se desenvolver uma plataforma didática offline que complemente os métodos de ensino tradicionais e que simultaneamente seja o mais geral possível para abranger qualquer área do conhecimento nos rincões do país, isto é, nos lugares que ficam muito distantes e que são pouco habitados. No contexto mais global, esta proposta em particular estará focada na implementação de um banco de dados capaz de recorrer a conteúdos disponibilizado no diretório de uma mídia removível bem como reunir dados capturados em campo para posterior avaliação. Este banco de dados será parte integrante de uma interface homem-máquina a desenvolver em outro projeto decorrendo em paralelo com este, formando a plataforma didática offline. Além de servir as populações dos rincões do país, esta plataforma possui ainda a vantagem adicional de evitar a necessidade de uma logística de transporte dos cursistas. O aplicativo deverá ser multiplataforma, para funcionar tanto em PCs quanto em dispositivos móveis.

2) Apesar da sua ampla disseminação, ainda existem regiões remotas do Brasil que não disponham de infraestrutura suficiente que permita acessar à internet com uma velocidade minimamente aceitável para oferecer serviços de ensino à distância a essas populações. Neste sentido, pretende-se desenvolver uma plataforma didática offline que complemente os métodos de ensino tradicionais e que simultaneamente seja o mais geral possível para abranger qualquer área do conhecimento nos rincões do país, isto é, nos lugares que ficam muito distantes e que são pouco habitados. No contexto mais global, esta proposta em particular estará focada na definição e implementação de uma interface homem-máquina capaz de acessar um banco de dados que transforme o seu conteúdo em um conjunto de informações relevantes que sejam compreensíveis ao ser humano. Esta interface homem-máquina será parte integrante de um banco de dados a desenvolver em outro projeto decorrendo em paralelo com este, formando a plataforma didática offline. Além de servir as populações dos rincões do país, esta plataforma possui ainda a vantagem adicional de evitar a necessidade de uma logística de transporte dos cursistas. O aplicativo deverá ser multiplataforma, para funcionar tanto em PCs quanto em dispositivos móveis.

 

0
0
0
s2smodern
registrado em:
Fim do conteúdo da página