Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Alunos de ADS (Análise e Desenvolvimento de Sistemas) vencem o "Hackorona: hackeando a crise, salvando negócios"

Publicado: Segunda, 11 de Maio de 2020, 13h38 | Última atualização em Quinta, 21 de Maio de 2020, 00h29

O projeto é o vencedor do desafio “Hackorona: hackeando a crise, salvando negócios”, promovido pela Agência Inova IFSP

Alunos do curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) do Câmpus São Carlos, Giovanna Pazello, Lucas Ceoni e Vitor Pastore encontraram uma oportunidade de ajudar o comércio local por meio de uma plataforma que promove o encontro entre os lojistas e seus clientes.

Os estudantes explicam que, ao contrário de sites já existentes, que oferecem apenas o número de telefone fixo dos estabelecimentos comerciais, a plataforma Contate-me disponibiliza o número de WhatsApp dos comerciantes, canal de comunicação mais utilizado por eles nesse período de isolamento social provocado pela Covid-19.

A pesquisa, orientada pelo professor André Ditomaso, contou com o levantamento das demandas dos pequeno empresários. Dos 45 participantes, 95% dos proprietários de negócios gostariam que os clientes utilizassem plataforma digital para interagir com sua empresa nesse momento, e 63% gostariam de algum mecanismo para evitar aglomeração em seu estabelecimento.

A partir desse resultado, o grupo desenvolveu uma plataforma para competir no 4º Desafio de Inovação da Inova IFSP, que neste ano trouxe um hackathon virtual com o tema “Hackorona: hackeando a crise, salvando negócios”. “Com o apoio do professor Rodrigo Ramos, colocamos a plataforma em funcionamento o mais rápido possível, pois nosso objetivo primeiro era ajudar a sociedade, não apenas competir”, explica André.

Com 142 estabelecimentos já cadastrados em 14 setores de serviços da cidade de São Carlos, a plataforma permite que o lojista divulgue a melhor forma de contato do seu negócio, oferecendo a aproximação de antigos e novos clientes e o serviço que procura. A plataforma oferece ainda informações sobre a Covid-19 e a possibilidade de iniciar contato via WhatsApp ou ligação telefônica com os negócios. Espera-se que o número de negócios cadastrados chegue a 200.

“Os comerciantes estão passando por uma dificuldade de venda, e os clientes também não estão com conhecimento sobre o tipo de atendimento servido por essas empresas. Tendo isso em vista, o site reúne o contato dos estabelecimentos de São Carlos que se cadastram através da plataforma. Dessa forma, conseguimos orientar os clientes informando-lhes se o estabelecimento está aberto, quais atendimentos estão sendo oferecidos e como estão atendendo (drive thru, entrega etc.) e o número de contato, possibilitando que o cliente continue comprando”, detalha Lucas, aluno do 3º semestre.

As reuniões virtuais diárias agilizaram os trabalhos, que seguem para a segunda etapa: a criação de um aplicativo para gerir o fluxo de pessoas nos estabelecimentos, evitando aglomerações e diminuindo a contaminação pelo novo coronavírus. “Trata-se de uma fila virtual. É possível agendar o atendimento e saber, em tempo real, quantas pessoas estão no local para serem atendidas”, explicam os pesquisadores. 

Giovanna Pazello, aluna do primeiro semestre, montou a equipe, sob orientação do professor André. “Diante dessa pandemia, eu queria fazer alguma diferença, trazer algo positivo à sociedade dentro da carreira que quero seguir”, conta. “Estudamos a plataforma proposta pelo orientador, instalamos o servidor, apresentamos a usar todas as funcionalidades, estávamos bem focados, com muitas expectativas, mas, ainda assim, os desdobramentos do trabalho estão nos surpreendendo”, comemora a aluna.

“Todos nós estamos muitos felizes com o resultado, várias empresas estão realizando cadastro. Posso dizer por mim e por cada integrante da equipe que está sendo uma experiência incrível, a chance de ajudar as pessoas é muito especial. Tanto o resultado do Hackorona quanto o reação positiva das pessoas nos deixaram ainda mais empolgados para atualizar e melhorar o site”, finaliza o aluno Vitor Pastore, também aluno do terceiro semestre do curso de ADS.

Acesse o Contate-me em http://contateme.com.br.

Premiação

Para o desenvolvimento da solução, os alunos da equipe vencedora do Desafio receberão bolsa de R$ 2.800 cada um, divididos em sete parcelas mensais, e R$ 750 mensais pelo mesmo período para o servidor orientador da equipe, apoio com mentoria pela empresa parceira (Kaptiva), apoio para melhorar o design da solução e mentoria da Inova, que buscará também outros parceiros e auxiliará na propagação da solução.

O diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica, Adalton M. Ozaki, esclarece que o desafio tem por objetivo trazer um problema do mundo real, para que os estudantes e servidores do IFSP possam pensar em soluções. “Neste momento de isolamento, isto foi particularmente importante, pois certamente os grupos que participaram aprenderam muito com o processo. Recebemos 12 excelentes propostas, estão todos de parabéns. Esperamos muito que o projeto que venceu o desafio possa gerar um impacto positivo para as micro e pequenas empresas, contribuindo assim para preservar empregos e renda."

Para saber mais sobre o desafio, clique aqui.

Acesse o resultado final do edital aqui

 

0
0
0
s2smodern
registrado em:
Fim do conteúdo da página